fbpx

Você sabe o que são as soft skills e o que elas representam no desempenho de um vendedor? Engana-se quem pensa que a avaliação de um profissional de vendas se limita-se aos seus resultados mensais, pois ela vai bem além disso.

De fato, avaliar o desempenho de um vendedor não é simples como muitos imaginam. É preciso levar em conta algumas habilidades ligadas à inteligência emocional, que podem ser determinantes para que um profissional de vendas se destaque.

Hoje, quem conquista notoriedade na área de vendas deve reunir muito mais que conhecimentos e habilidades técnicas aprendidas em cursos e faculdades — as chamadas hard skills. As pessoas precisam ter também habilidades e atributos subjetivos, que chamamos de soft skills.

Quer saber mais sobre o assunto? Continue leitura e saiba quais são dessas habilidades as mais praticadas no mercado com estratégia de sucesso. Confira!

O que são soft skills?

São algumas habilidades e competências pessoais que ajudam os profissionais de variadas áreas a se integrar melhor com as empresas em que trabalham e a desempenhar melhor suas funções. São atributos que os gestores desejam em seus profissionais, mas que são pessoais e nem todos são capazes de desenvolvê-los.

Falar bem em público, ter criatividade, habilidade para trabalhar em equipe, ser flexível, ter empatia com o outro, saber se adaptar a mudanças e trabalhar sob pressão são algumas das soft skills mais comuns. Se bem trabalhadas, essas habilidades surtem um excelente resultado na produtividade do profissional.

Enfim, para definir as soft skills temos que pensar em aptidões, ou seja, habilidades que podem ser desenvolvidas, apesar de serem específicas de cada pessoa.

Quais são as principais soft skills encontradas no mercado de trabalho?

Capacidade de comunicação

Profissionais que têm boa capacidade de comunicação normalmente são sucintos e claros no que desejam transmitir. O trabalho deles é facilmente compreendido e pode ser levado adiante por outro profissional sem maiores problemas.

Pessoas que têm essa capacidade evitam que impasses tomem vulto e que possíveis imprevistos possam atrapalhar o andamento do seu trabalho.

Facilidade para trabalhar em equipe

Saber trabalhar em equipe é uma característica bastante valorizada no mercado de trabalho. Essa é uma habilidade bastante visada pelos gestores, que a cobram com frequência em entrevistas de emprego.

Quando aspirantes a determinado emprego são questionados sobre sua capacidade de trabalho em equipe, geralmente dizem que têm facilidade. No entanto, a questão é logo colocada em teste quando há a necessidade de formar grupos para realização de tarefas — aí já aparecem os principais problemas.

O trabalho em equipe envolve muito mais que fazer determinadas tarefas com outras pessoas, mas principalmente torná-las mais simples para todos, buscando solucioná-las de forma harmônica. O bom profissional faz a sua parte e, ao mesmo tempo, cria um ambiente colaborativo.

Pessoas mais hábeis assumem, automaticamente, a posição de liderança. Essa característica se aflora e é percebida pelos demais integrantes. É uma capacidade nata!

Atitude Positiva

Funcionários insatisfeitos perturbam o ambiente de trabalho, tornando-o pesado e, ainda, contagiam as outras pessoas com ideias e pensamentos negativos. No entanto, para alegria de todos, existe o oposto, ou seja, funcionários que tornam o espaço de trabalho agradável. Não se trata de pessoas bobas, mas que sabem enxergar as oportunidades que aparecem.

Uma atitude positiva é bastante reconhecida pelos gestores. Colaboradores com essa característica são capazes de ver questões e problemas mais claramente e, geralmente, encontram soluções que, muitas vezes, não são vistas pelos demais.

Esse tipo de funcionário, além de engajar a equipe em favor de um objetivo, torna o ambiente profissional agradável, trazendo ao espaço um clima de equipe e companheirismo. Geralmente são pessoas generosas que dividem suas experiências com os colegas. São vistos com bons olhos pelos demais, que muitas vezes os buscam para aconselhamento.

Essa característica é encontrada em pessoas que têm uma visão positiva da vida, no geral. Por suas experiências serem agradáveis, elas buscam a positividade em todos os ambientes que frequentam.

Capacidade de aprender

No cenário atual de mercado, em que são exigidos cada vez mais conhecimentos dos profissionais, aquele que busca aprimoramento por conta própria é muito bem-visto pelos gestores.

Esses profissionais já possuem uma boa base e aprendem novas técnicas com facilidade, principalmente por terem interesse em evoluir sem que isso seja ofertado pela empresa.

Na verdade, eles buscam capacitação profissional para enriquecerem como profissionais e trazer benefícios a si próprios e à empresa onde trabalham.

Pensamento criativo

A criatividade é uma qualidade natural de algumas pessoas. No entanto, é algo que, com a prática, pode ser aperfeiçoado. Na verdade, nem todos os gestores exigem essa soft skill de seus colaboradores, mas em um mercado tão competitivo, boas ideias são sempre bem-vindas e podem ser um diferencial, não é mesmo?

É fato que em uma entrevista de emprego, quem demonstra mais facilidade em solucionar questões, de forma rápida e criativa terá, certamente, a preferência das empresas. Qual a empresa que não deseja profissionais criativos e inovadores?

Resiliência

A pessoa que conta com essa caraterística consegue lidar com problemas mais facilmente e, consequentemente, superá-los com mais rapidez. Resiliência é a capacidade de recuperação que temos depois de enfrentar adversidades.

Ser resiliente é enfrentar problemas e recuperar-se rapidamente, é se adaptar a mudanças e ser resistente a pressões. Na verdade, para ser resiliente é necessário um certo grau de maturidade psicológica — que pode ser desenvolvida com o tempo, conforme a pessoa vai adquirindo experiência.

Empatia

Essa soft skill é extremamente necessária no ambiente profissional, principalmente para quem ocupa uma função de liderança. Empatia é a capacidade de se colocar no lugar do outro, de forma que se consiga entender seus possíveis dilemas e problemas.

No círculo profissional, a empatia é importante nas diversas relações que há dentro de uma empresa, como de hierarquia e liderança. Colocar-se no lugar do outro torna a gestão mais humanizada e melhora a relação entre os funcionários e gestores.

Ao mesmo tempo, a empresa que trabalha com empatia com seus clientes certamente os atende melhor, busca satisfazer suas necessidades e solucionar seus problemas com mais agilidade. Dessa forma, conquista melhores resultados.

Growth Mindset

Growth Mindset é um termo inglês que significa “Mentalidade de Crescimento”. Colaboradores com com essa visão focam no aperfeiçoamento em vez de se preocuparem com o fracasso. É o pensamento positivo associado a ações, o que cria um maior interesse pelo trabalho e pela produtividade.

Na verdade, os erros podem fazer de você um profissional melhor. Isso porque eles nos incentivam a reexaminar o que já aconteceu para encontrar melhores soluções para determinado problema.

O maior desafio é entender o erro ou a dificuldade em aprender algo como motor para motivar você a achar a solução. Desistir após um resultado negativo é falar ao cérebro que você desistiu. Diga o contrário e terá boas surpresas.

Como você pôde ver neste post, as soft skills são muito valorizadas no mercado de trabalho. Agora que você já conhece algumas delas, pode se preparar para obter mais sucesso em sua carreira.

Gostou deste artigo? Conhece outra soft skill importante? Deixe, então, um comentário neste texto e compartilhe conosco sua opinião e as suas ideias sobre o assunto!

Escreva um comentário